!! Oferta Dia do Brincar e Dia da Criança !! De 25/05 a 02/06 oferecemos um Calendário Ilustrado 2024 em compras a partir de 20€ (portes de envio não incluídos, oferta limitada ao stock existente).
  Blog

Taumatrópio: o que é e como fazer?

Escrito em 12 de janeiro de 2023

Taumatrópio: o que é e como fazer?
 Taumatrópio. TAU-MA-TRÓ-PI-O. Uma palavra complicada para algo tão simples de fazer!

 Gostámos tanto de construir um taumatrópio com a revista Dólitá 4 - Abracadabra (na imagem) que quisémos saber mais sobre este brinquedo óptico. Começaram a chover ideias para fazermos taumatrópios com os nossos desenhos e resolvemos experimentar outra forma de fazer este brinquedo tão divertido que nos transporta para os primórdios do cinema de animação.

 O que é um taumatrópio?

 O taumatrópio, do grego "thauma" (maravilha) e "tropos" (virar), foi dos primeiros brinquedos ópticos a ser comercializado, sendo muito popular na era vitoriana.

 Consiste num disco de cartão com uma imagem de cada lado e dois fios presos em pontos opostos do disco. Ao fazer o disco girar torcendo o fio, as duas imagens sobrepõem-se através do fenómeno da persistência das imagens na retina, criando assim uma acção. Trata-se por isso de um objecto fantástico para compreender os princípios do cinema de animação.

 Como fazer um taumatrópio?

 Pode parecer complicado mas como na maior parte das coisas, o melhor é por mãos à obra e fazer o nosso próprio taumatrópio para compreender como funciona este objecto interessantíssimo. Em seguida explicamos uma forma de fazer ligeiramente diferente da que aprendemos com a revista Dólitá.

 Materiais necessários:

 1 lápis ou pau (paus de espetada, de chupa-chupa, etc);

 Material de desenho à escolha (canetas de feltro, lápis de cor);

 Cola universal;

 Cartolina de cor clara;

 Tesoura;

 Compasso (ou objecto de forma circular para desenhar as circunferências).

 Passo-a-passo: 

1. Desenha duas circunferências iguais na cartolina usando um compasso ou um objecto de base circular que tenhas em casa (cerca de 10 cm de diâmetro). Recorta as circunferências.

Passo 1

 2. Desenha duas imagens complementares, uma em cada circunferência. Exemplo: janela-menina, rainha-coroa, nuvem-chuva, etc. Lembra-te que as duas imagens se vão sobrepor por isso devem estar dentro da mesma área das circunferências.

Passo 2

 3. Cola as duas circunferências, verso com verso, com o pau entre elas de forma a parecer um chupa-chupa gigante. Atenção que para o taumatrópio funcionar, as imagens têm que estar alinhadas! Pode ser útil fazer um risco a marcar a orientação do desenho no verso das circunferências para não te enganares ao colar.

Passo 3

 4. Deixa a cola secar e quando os discos de cartolina e o pau estiverem bem colados uns aos outros, segura o teu taumatrópio entre as mãos. Faz o pau deslizar para o rodar e veres as duas imagens a sobreporem-se. Parece magia, mas é cinema!

Passo 4

Passo 4b

Fontes:
http://www.cinemateca.pt/Cinemateca/Destaques/O-Museu-vai-a-casa-(10).aspx
https://cinemadeanimacao.madeira.gov.pt/ficheiros/atividades.html
https://www.educlub.com.br/taumatropio-o-que-e-como-fazer-desenhos-para-imprimir